Inscrições para 25ª Avaliação Nacional de Vinhos ocorrem nesta terça-feira (29/8)

A Avaliação Nacional de Vinhos (ANV) chega este ano a sua 25ª edição. No dia 23/09, enófilos e profissionais do mundo do vinho poderão provar lado a lado, em Bento Gonçalves, as 16 amostras selecionadas para o evento deste ano. Os interessados em participar precisam ficar atentos: as inscrições abrem as 8h30 desta nesta terça-feira (29/08) e costumam esgotar ainda nas primeiras horas!

Para acessar a página de inscrições, clique neste link!

dsc_5479

O público da ANV é formado por 850 apreciadores, incluindo enólogos, profissionais do mercado do vinho e público em geral. “Queremos divulgar bem as inscrições para dar oportunidade a um número maior de pessoas de participar”, comentou o presidente da Associação Brasileira de Enologia, Edegar Scortegagna. Nos últimos anos, a Avaliação tem sido muito concorrida, pois é uma oportunidade de antecipar tendências e conhecer de perto os responsáveis pelo que a vitivinicultura brasileira tem feito de melhor.

Inscrições

A inscrição custa R$ 250 para associados da ABE e R$ 310 para não associados. Para participar dessa experiência única, considerada a maior degustação de vinhos de uma safra do mundo, os interessados deverão se inscrever no site www.enologia.org.br. O período para as inscrições abre dia 29 de agosto, às 8h30min.

A partir deste ano, a Fundaparque, administradora do Parque de Eventos onde ocorre a Avaliação, passará a cobrar R$ 10 para o estacionamento de carros e R$ 5 de motos.

Sobre a 25ª Avaliação

As degustações foram realizadas em Bento Gonçalves, no Laboratório de Análise Sensorial da Embrapa Uva e Vinho, responsável pela coordenação técnica da ANV. Esta é a maior Avaliação das quatro últimas edições. As 327 amostras degustadas vieram da Bahia, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo, representando um total de 59 vinícolas.

Para fazer a triagem dos vinhos, 118 enólogos se dividiram para analisar o material recebido, seguindo normas internacionais de concursos às cegas. “Ouvi de diversos enólogos que está difícil selecionar os vinhos devido a alta qualidade verificada na taça, o que é muito bom para o vinho brasileiro”, destacou Scortegagna.

Álvaro Lima – Movido a Vinho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s